Há dez anos, morria Gonzalo Rodríguez

0101646P HONDA GP OF MONTEREY

11 de setembro será lembrado sempre como o dia de Osama. Em 1999, entretanto, bem antes dos atentados às Torres Gêmeas, o automobilismo se enlutou com a morte de Gonzalo Rodríguez.

O piloto era o principal representante do esporte a motor uruguaio: aos 27 anos, recebera um convite para correr pela Penske na Cart, à época prima rica na cisão com a IRL. Rodríguez vinha de uma temporada 1998 muito forte na F3000, em que terminou em terceiro — o campeão foi um certo Juan Pablo Montoya —, e era o segundo colocado no campeonato do ano seguinte, atrás apenas de Nick Heidfeld, um alemão de 22 anos que já havia garantido o título.

A primeira e única corrida de Gonzalo na Cart foi em Detroit, onde largou em 23º e terminou em 12º, marcando um ponto para a Penske, que fazia péssima temporada — Al Unser Jr, piloto titular, terminou em 21º. Um mês e três GPs depois, voltou à equipe para o mítico GP de Laguna Seca. No sábado, durante treino, o uruguaio se aproximava do Saca-Rolha quando, provavelmente por um problema mecânico, passou reto no início da descida, indo de encontro à barreira de pneus. O obstáculo serviu somente para fazer o carro número 3 capotar de frente.

O carro “pousou” de cabeça para baixo, e a pancada causou uma fratura na base do crânio do piloto. Ainda não era utilizado o HANS. O piloto foi decretado morto às 10h10 — no horário local. Foi o primeiro acidente fatal de um piloto da Penske desde 1975.

Seus familiares criaram a Fundação Gonzalo “Gonchi” Rodríguez, que põe em prática programas pela melhora das escolas públicas do Uruguai e pela associação do bom ensino da educação física com as aulas em sala.

Anúncios

4 Respostas to “Há dez anos, morria Gonzalo Rodríguez”

  1. David J. Says:

    Lembro desse dia (não lembrava que era um 11/9). A corrida passou no SBT, pelo menos o VT dela. Nunca mais esqueci de Laguna Seca, nem do “saca-rolha”.

  2. Tambem lembro… na epoca outra morte na Indy
    Greg Moore… aos 24 anos

  3. zeroforce Says:

    Verdade. Um dos acidentes mais terríveis que já vi.

  4. […] a segunda morte na Cart naquele ano. A outra foi de Gonzalo Rodríguez. Em meu blog, o Zeroforce, escrevi um texto falando sobre […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: