Preocupante

Antes de tudo, caro leitor, relembremos fatos importantes para a compreensão deste texto:

No sábado da etapa de Salvador da Stock Car, puto após um erro da direção de prova, que acabou prematuramente o Q2 do treino classificatório, Antonio Pizzonia criticou a categoria. Disse que falta profissionalismo e, na irritação do momento, acusou a Stock de beneficiar Cacá Bueno. Disse ainda que “toda corrida é uma palhaçada” e que os briefings são “ridículos”, nos quais pilotos e equipes tentam mudar o regulamento a cada prova. Depois, mais calmo e informado de que não foi o único a ser prejudicado pelo vacilo de Carlos Montagner, pediu desculpas a Cacá. O piloto da Red Bull, na coletiva após a vitória, elogiou a atitude do amazonense, a quem chamou de “homem” por assumir uma falha.

[Fim do prólogo]

Agora, o que há de novo. Em seu blog, Pizzonia reiterou suas reclamações e as desculpas a Cacá, que, afinal, não teve culpa nenhuma no episódio. Além disso, disse que falhou com Montagner ao ser mal-educado em sua reclamação cara-a-cara. Mas disse algo que me afligiu:

“Chegou até aos meus ouvidos a informação de que devido as minhas declarações eu não era mais um piloto bem quisto dentro da categoria e a partir de agora eu seria marcado até eu sair dela. Não vou citar nomes, mesmo porque não posso acreditar que isto ocorra na Stock Car.”

Espero que Pizzonia esteja certo e sejam apenas boatos. Porque é inadmissível que pilotos sejam censurados ou recebam sanções por dizer o que pensam ou criticar a categoria. Na Indy, é costume ver reclamações duras de pilotos em relação a seus pares, equipes ou organização. Na F1, foi notório o envolvimento de pilotos no episódio político que quase rachou a categoria. Alguns deles, inclusive, falaram contra Max Mosley, simplesmente o chefe do automobilismo mundial. Seria uma vergonha se surgisse tal postura de dentro da Stock.

Pizzonia, aliás, esteve em muitas das principais categorias do mundo: F3, F3000, GP2, Champ Car, F1 e hoje se divide entre a F-Superliga e a Stock. Conhece muito do automobilismo mundial, não seria leviano em suas opiniões. Em sua carreira, não há qualquer episódio que gere suspeitas sobre a honra e a honestidade do piloto.

Assim, apressado para viajar, termino meu texto com as palavras do piloto, cuja coragem deve ser admirada, creio.

“Se o Cacá é beneficiado ou não em certos momentos, ninguém sabe. A categoria peca quando dá margem a nós pilotos, equipes, torcedores e espectadores pensarmos dessa maneira. Regras existem para ser cumpridas e não para serem alteradas a cada corrida.

Entendo perfeitamente que a corrida nas ruas de Salvador foi um caso a parte, mas em quase todas as etapas tivemos novidades esse ano. Espero que a categoria continue crescendo muito, de uma maneira correta e profissional, acompanhando principalmente o nível dos pilotos e o que a Stock Car merece.”

E você, o que acha?

Anúncios

Uma resposta to “Preocupante”

  1. Diego_GT Says:

    a stock vem tomando um rumo estranho de uns dois anos pra cá. parece que eh proibido levantar qualquer dúvida sobre a perfeição aparente da categoria. enquanto o locutor substitui os nomes das equipes por “o carro azul”, “o carro amarelo” etc, sabe-se lá o que acontece nos bastidores da categoria. Como diz o FG, parece que a preocupação com a forma, a muito superou a preocupação com o conteúdo. Uma pena, se for isso mesmo.

    Resposta do Felipe Paranhos

    Exato, Diego.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: